Clareamento: 5 coisas para saber sobre como obter um sorriso mais brilhante!

Escovar e usar fio dental são maneiras cotidianas de manter seus dentes brilhantes, brancos e saudáveis. Ainda assim, se você sentir que seu sorriso está com falta de brilho ou está mais amarelo do que costumava ser, você não está sozinho.

Quando a Academia Americana de Odontologia Cosmética perguntou às pessoas o que elas mais gostariam de melhorar em relação ao sorriso, a resposta mais comum era dentes mais brancos. A Associação Americana de Ortodontistas também descobriu que quase 90% dos pacientes solicitaram o clareamento dental.

Pensando em como clarear os dentes? Receba os fatos primeiro. Aqui estão cinco das perguntas mais frequentes sobre o processo.

Por que meus dentes mudaram de cor?

Com o tempo, seus dentes podem passar do branco para não tão brilhante por vários motivos:

Comida e bebida

Café, chá e vinho tinto são alguns dos principais culpados de coloração. O que eles têm em comum? Pigmentos de cores intensas chamados cromógenos que se ligam à parte externa branca do dente (esmalte).

Uso do tabaco

Duas substâncias químicas encontradas no tabaco criam manchas persistentes: alcatrão e nicotina. O alcatrão é naturalmente escuro. A nicotina é incolor até que seja misturada com oxigênio. Então, ele se transforma em uma substância amarelada e manchada pela superfície.

Dentina

Abaixo da casca dura e branca de seus dentes (esmalte) está uma área mais macia chamada dentina. Ao longo do tempo, a camada externa do esmalte fica mais fina com a escovação e mais da dentina amarelada aparece.

Trauma

Se você foi atingido na boca, seu dente pode mudar de cor porque reage a uma lesão ao depositar mais dentina, que é uma camada mais escura sob o esmalte.

Medicamentos

O escurecimento dos dentes pode ser um efeito colateral de certos anti-histamínicos, antipsicóticos e medicamentos para pressão alta.

As crianças pequenas que estão expostas a antibióticos como a tetraciclina e a doxiciclina, quando seus dentes estão se formando (no útero ou no bebê), podem ter descoloração de seus dentes adultos mais tarde na vida.

Quimioterapia e radiação de cabeça e pescoço também podem escurecer os dentes.

Como funciona o branqueamento de dentes?

O clareamento dos dentes é um processo simples. Produtos clareadores contêm um dos dois alvejantes (peróxido de hidrogênio ou peróxido de carbamida). Estes alvejantes quebram manchas em pedaços menores, o que torna a cor menos concentrada e os dentes mais brilhantes.

O clareamento funciona em todos os dentes?

Não, por isso é importante conversar com seu dentista antes de decidir clarear os dentes, pois os clareadores podem não corrigir todos os tipos de descoloração.

Por exemplo, os dentes amarelos provavelmente irão descorar bem, os dentes marrons podem não responder bem e os dentes com tons de cinza podem não clarear. Clareamento não funciona em tampas, folheados, coroas ou recheios.

Também não será eficaz se a descoloração dos seus dentes for causada por medicamentos ou lesões dentárias.

Quais são as minhas opções de clareamento?

Converse com seu dentista antes de começar. Se você é um candidato, existem quatro maneiras de colocar o brilho de volta em seu sorriso:

Toothpaste da remoção de mancha

Todos os cremes dentais ajudam a remover manchas superficiais através da ação de abrasivos suaves que esfregam os dentes.

Procure por cremes dentais clareadores que tenham recebido o selo de aceitação da ADA para remoção de manchas (isso será informado na embalagem).

Esses cremes dentais têm agentes de polimento adicionais que são seguros para os dentes e proporcionam eficácia na remoção de manchas.

Diferentemente dos alvejantes, esses tipos de produtos aceitos pela ADA não alteram a cor dos dentes porque eles só podem remover manchas na superfície.

Branqueamento em consultório

Este procedimento é chamado de branqueamento no consultório e geralmente requer apenas uma visita ao consultório.

O dentista aplicará um gel protetor às suas gengivas ou um protetor de borracha para proteger suas gengivas.

Bleach é então aplicado aos dentes.

Clareamento caseiro do seu dentista

Seu dentista pode fornecer uma bandeja personalizada para o clareamento caseiro. Neste caso, o dentista lhe dará instruções sobre como colocar a solução de branqueamento na bandeja e por quanto tempo.

Esta pode ser uma opção preferida se você se sentir mais confortável embranquecendo em sua própria casa em um ritmo mais lento, mas ainda com a orientação de um dentista.

O branqueamento fora do escritório pode levar de alguns dias a algumas semanas.

Produtos Branqueadores sem receita

Você pode ver diferentes opções on-line ou em sua mercearia local, como pastas de dentes ou tiras que embranquecem, branqueando os dentes.

A concentração do agente de branqueamento nesses produtos é menor do que o que seu dentista usaria no consultório. Se você estiver pensando em usar um kit de branqueamento de venda livre, discuta as opções com seu dentista e procure um com o selo de aceitação da ADA.

Isso significa que foi testado para ser seguro e eficaz para o clareamento dos dentes. Obter uma lista de todos os produtos de branqueamento em casa aceitos pela ADA.

Há algum efeito colateral do clareamento dos dentes?

Algumas pessoas que usam clareadores de dentes podem experimentar sensibilidade dentária. Isso acontece quando o peróxido no branqueador passa através do esmalte para a camada macia da dentina e irrita o nervo do seu dente.

Na maioria dos casos, a sensibilidade é temporária. Você pode atrasar o tratamento e tente novamente.
O uso excessivo de branqueadores também pode danificar o esmalte ou a gengiva, por isso, siga as instruções e converse com seu dentista.

Exercício e Atividade Física: Qual a Diferença?

Aprenda a diferença entre atividade física e exercício, e como cada um pode contribuir para a aptidão física.

A atividade física é definida como movimento que envolve a contração de seus músculos. Qualquer das atividades que fazemos ao longo do dia que envolvem movimento:

  • tarefas domésticas,
  • jardinagem,
  • caminhada,
  • subir escadas

São exemplos de atividade física.

O exercício físico é uma forma específica de atividade física – atividade física planejada e intencional realizada com a intenção de adquirir condicionamento ou outros benefícios à saúde, diz David Bassett, Jr., PhD, professor do departamento de estudos de exercício, esporte e lazer no Universidade do Tennessee, Knoxville.

Trabalhar em um clube de saúde, natação, ciclismo, corrida e esportes, como golfe e tênis, são todas formas de exercício.

Atividade Física e Exercício: Entendendo a Diferença

A maioria das atividades físicas diárias é considerada leve a moderada em intensidade. Há certos benefícios de saúde que só podem ser realizados com atividades físicas mais extenuantes. Melhoria na aptidão cardiovascular é um exemplo.

Correr ou correr proporciona maior benefício cardiovascular do que caminhar a um ritmo calmo, por exemplo. Além disso, o condicionamento físico aprimorado não depende apenas da atividade física que você faz, também depende de quão vigoroso e por quanto tempo você continua a atividade.

É por isso que é importante exercitar-se dentro do seu limite de frequência cardíaca ao fazer cardio, por exemplo, para atingir um determinado nível de intensidade.

Atividade Física e Exercício: Entendendo a Intensidade

Como você pode saber se uma atividade é considerada moderada ou vigorosa? Se você puder falar enquanto o executa, é moderado.

Se você precisa parar para recuperar o fôlego depois de dizer apenas algumas palavras, é vigoroso. Dependendo do seu nível de condicionamento físico, um jogo de duplas de tênis provavelmente seria moderado em intensidade, enquanto um jogo de solteiros seria mais vigoroso.

Da mesma forma, a dança de salão seria moderada, mas a dança aeróbica seria considerada vigorosa. Mais uma vez, não é apenas a sua escolha de atividade, é quanto esforço exige.

Atividade Física e Exercício: Componentes da Aptidão Física

Idealmente, um programa de exercícios deve incluir elementos projetados para melhorar cada um desses componentes:

Resistência cardiorrespiratória.

Melhore sua resistência respiratória – sua capacidade de praticar exercícios aeróbicos – por meio de atividades como:

  • caminhada rápida
  • corrida
  • ciclismo
  • natação
  • pular corda
  • remo ou esqui cross-country.

Ao atingir as metas de distância ou intensidade, redefina-as ou mude para uma atividade diferente para continuar desafiando-se.

Força muscular.

Você pode aumentar a força muscular de forma mais eficaz, levantando pesos, usando pesos livres, como halteres e halteres ou máquinas de peso.

Resistência muscular.

Melhore a sua resistência através de exercícios calistênicos (exercícios condicionantes), musculação e atividades como correr ou nadar.

Flexibilidade.

Trabalhe para aumentar o seu nível de flexibilidade através de exercícios de alongamento que são feitos como parte de seu treino ou através de uma disciplina como yoga ou pilates que incorpora o alongamento.

Embora seja possível abordar todos esses componentes de condicionamento físico com um estilo de vida fisicamente ativo, um programa de exercícios pode ajudá-lo a obter benefícios ainda maiores.

Aumentar a quantidade de atividade física em sua vida cotidiana é um bom começo – como estacionar a poucos quarteirões do seu destino para caminhar.

Mas, para alcançar realmente metas de condicionamento físico, convém incorporar atividades estruturadas e vigorosas à sua agenda para ajudar você a atingir ainda mais suas metas de condicionamento físico e saúde.

Condicionamento Físico

Qualquer técnico experiente dirá que as rotinas de condicionamento físico podem ser seu pior pesadelo ou seu melhor amigo.

Exija muito ou pouco dos seus atletas e você pode acabar com jogadores excessivamente desafiados que pensam que não têm o que é necessário, ou jogadores entediados que querem desistir.

Faça o condicionamento físico da maneira errada e você pode colocar seus atletas em risco de lesões potencialmente graves.

Vá com muita facilidade para seus atletas e você não conseguirá enfrentar seus oponentes. Obter a rotina correta de condicionamento físico é uma parte vital do treinamento de qualquer esporte.

O equilíbrio certo precisa ser atingido para atingir as metas de treinamento e as metas gerais da equipe.

Aptidão Física: O que é isso?

Vamos começar com uma revisão dos princípios básicos. Aptidão física refere-se à condição física individual geral.

É diferente para cada pessoa e pode variar de doença extrema e quase morte, até o desempenho máximo, como atletas olímpicos e condecorados.

A aptidão é parte integrante de qualquer esporte, seja lacrosse, tênis, futebol, taekwondo, atletismo, basquete ou qualquer outra coisa.

A aptidão se torna ainda mais importante nos esportes competitivos. Os treinadores devem se lembrar que, quanto mais fisicamente seus jogadores estiverem aptos, melhor será o desempenho deles.

Benefícios do condicionamento físico no atletismo

Existem muitos benefícios mentais e físicos de um programa de condicionamento físico de qualidade. Esses benefícios podem ser verdadeiros para atletas em qualquer disciplina e incluem:

  • Maior autoconfiança dentro e fora do campo de jogo
  • Jogadores com mais força e resiliência
  • Habilidades cognitivas otimizadas
  • Maior técnica e poder
  • Promovendo força mental
  • Diminuição do número e gravidade das lesões esportivas
  • Fadiga retardada ao jogar
  • Melhor performance
  • Recuperação mais rápida e completa
  • Garante a prática de qualidade
  • Torna o atleta melhor em seu esporte e potencialmente outros esportes
  • Melhor saúde e qualidade de vida

O papel do condicionamento físico

Para crianças com idade inferior a 12 ou 13 anos, a técnica é o fator mais importante a considerar quando se está condicionando o melhor desempenho.

Após essa idade, o condicionamento físico torna-se mais importante e exigirá uma abordagem mais estruturada.

Após os 16 anos, estudos mostram que o condicionamento físico é o segundo fator mais importante no desempenho esportivo. Mentalidade é o primeiro fator.

Componentes da aptidão física

A aptidão física é mais do que o quão rápido você pode correr ou quantas flexões você pode fazer. É mais do que o quão bom você é em correr escadas, ou quanto tempo você pode agachar. A aptidão física é holística. A aptidão física abrange várias áreas, incluindo:

  • Agilidade
  • Resistência
  • Poder
  • Rapidez
  • Força
  • Coordenação
  • Destreza
  • Flexibilidade

Uma boa rotina de condicionamento físico incluirá exercícios que funcionam em cada uma dessas áreas. Trabalhar em um mais do que outro pode causar um desequilíbrio, causando lesões e diminuindo o desempenho.

Resistência

Resistência é definida como a capacidade de continuar com atividades físicas prolongadas de baixa intensidade e retardar o início da fadiga. Também é definida como a capacidade de suportar muitas explosões curtas de atividade física de alta intensidade durante um longo período de tempo.

Resistência muscular significa que o músculo pode exercer uma força repetidamente durante um longo período de tempo, ou ter força para sustentá-lo.

Força

Força é a força máxima que um músculo ou um grupo de músculos juntos pode gerar contra alguma forma de resistência.

Existem diferentes tipos de força; máximo, resistência, explosivo, parte superior do corpo e parte inferior do corpo.

Rapidez

O tempo necessário para coordenar um movimento específico de articulações individuais, ou o corpo como um todo, é chamado de velocidade.

A velocidade também é definida como a capacidade de acelerar e se mover rapidamente em distâncias curtas. Para muitos atletas, a velocidade de reação, ou o tempo de resposta, é muito importante no desempenho.

Para outros atletas, como corredores de curta distância, poder ou velocidade explosiva, também conhecido como velocidade em distâncias inferiores a 10 metros é muito importante.

Corredores de longa distância precisam de velocidade de resistência; a capacidade de manter uma velocidade de mais de 10 a 15 segundos, ou a capacidade de realizar repetidas sessões de atividade física intensa, com períodos entre os quais a recuperação completa não é possível.

Responsabilidade dos treinadores em condicionamento físico

Todos os treinadores, não importa o esporte, ou a faixa etária, são responsáveis ​​por criar exercícios baseados em pesquisa. Essas técnicas de condicionamento devem ser adequadas à idade e ao esporte.

As técnicas de ensino devem apoiar o atleta em seu desenvolvimento físico e esportivo, respeitando e permitindo a segurança. Os treinadores devem encorajar seus atletas a tomar boas decisões com sua saúde e condicionamento físico. Práticas de treinamento de baixo risco devem ser encorajadas e defendidas.

Equipamentos e Meio Ambiente no Atletismo

Durante todas as práticas e treinamentos, os treinadores devem estar cientes de seus equipamentos e ambiente. Todo o equipamento deve estar em condições seguras e utilizáveis.

Equipamentos inseguros devem ser removidos do acesso e descartados ou reparados. Deixá-lo ao redor cria o potencial para que ele seja acidentalmente usado por um jogador desconhecido. O técnico também deve verificar o ambiente, como o campo de jogos ou o piso da academia, para ter certeza de que não há riscos.

Atletas Visualizando

Além disso, os treinadores precisam supervisionar seus atletas durante todas as sessões de condicionamento físico. Eles devem ter certeza de que os atletas estão bem hidratados e não se cansam demais. Os atletas devem ser encorajados pelos treinadores a fazer uma pausa ou desacelerar quando for necessário.

Os treinadores que conseguem atingir o equilíbrio certo em suas rotinas de condicionamento físico e ainda mantêm a segurança para seus atletas são os mais bem-sucedidos em todo o percurso. Documentar o progresso e celebrar sucessos, incluindo treinamentos e práticas seguras, pode enriquecer o processo de condicionamento físico.